Livros, Resenha

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Neste Dia Internacional da Mulher, decidi fazer um post especialmente ligado à nossa feminilidade, por isso, trago a resenha do livro O Privilégio de Ser Mulher, uma obra de Alice Von Hildebrand, que tem tudo a ver com esta data especial.

O Privilégio de Ser Mulher, é um livro cristão que em poucas páginas fala sobre a divindade da feminilidade, feminismo e algumas de suas distorções que podem nos fazer acreditar na inferioridade do ser feminino e na superioridade do ser masculino.

Alice Von Hildebrand esclarece temas como sentimentos, fragilidade da mulher, aborto e virgindade de forma profunda, deixando bem claro que ser mulher significa privilégio e que somos peças-chave na criação divina.

Conheci O Privilégio de Ser Mulher no perfil da @danibritocarvalho no Instagram onde ela fala sobre feminilidade e dá conselhos às mulheres.

Ele é um livro com apenas 122 páginas, porém traz um conteúdo profundo que nos faz sentir quão bom é termos nascido mulheres.

As menções que Alice faz ao feminismo nos mostra que a exaltação do masculino não nos faz evoluir, mas sim, prejudica a nós mulheres e beneficia aos homens. Tudo que é explicado no livro sobre sexo, maternidade e a missão sobrenatural feminina, leva a reflexão sobre o que nos permitimos fazer ou não com nosso corpo.

No decorrer da obra é possível perceber quanto o cristianismo exalta a mulher, tornando-a peça-chave com a Virgem Maria, nos mostrando como mesmo com nossas fragilidades nós mulheres temos papel essencial na criação das grandes obras divinas.

Mesmo sendo um livro curto, O Privilégio de Ser Mulher não deve ser uma leitura super rápida, é uma obra que necessita de reflexão em cada capítulo, para assim, levar ao real aprendizado.

Recomendo para todas as mulheres, principalmente para as jovens (como eu), que recebem informações diversas que muitas vezes levam a desvalorização de quem somos.

Vou deixar alguns trechos do livro aqui para vocês ficarem com vontade de ler mais. 😉

O fato de que o corpo de Eva foi formado a partir da costela de Adão também poderia ser facilmente interpretado como sinal de uma especial dignidade, de preciosidade: pois se perfazer a partir do corpo de um ser humano (feito à imagem e semelhança de Deus) é definitivamente mais nobre do que ser formado da poeira da terra.

…duvido que algum dia tenham sido torturadas mais do que são agora pelo absurdo propósito da modernidade de torná-las a um só tempo imperatrizes do lar e funcionárias competentes.

Ora, ao desejarem se tornar como os homens, as feministas inconscientemente admitem a superioridade do sexo masculino.

Embora possamos pecar sem a ajuda de ninguém, não somos capazes de fazer o bem sem a graça de Deus, motivo pelo qual devemos rezar humildemente. E isso é algo que muitos deixam de fazer.

Vejam também:

[Resenha] Livro: A Dama, seu Amado e seu Senhor | T. D. Jakes

#Top 3 Livros Inspiradores

@elis_cecilia

E aí meninas, gostaram da dica de leitura? Já leram este livro ou algum do gênero? Me contém tudo nos comentários, vou adorar saber a opinião de cada uma.

Espero que tenham gostado do post. Feliz Dia Internacional das Mulheres!

Bjin e até a Próxima! <3

Deixe uma resposta