Livros, Resenha

[Resenha] Livro: Anne de Avonlea | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Chegamos à ultima sexta-feira de março, sendo assim, o post de hoje é literário com resenha do livro do mês, Anne de Avonlea.

Anne de Avonlea é o segundo livro de Lucy Maud Montgomery contando a história da sonhadora Anne Shirley.

No primeiro livro, Anne de Green Gables (que já tem resenha aqui no blog), a pequena era apenas uma novata considerada peculiar e também, muito insegura com sua aparência por conta de suas sardas e cabelos ruivos.

No entanto, em Anne de Avonlea, a agora chamada senhorita Shirley, é uma graciosa moça com 16 anos, professora amada pelas crianças do vilarejo e braço direto de Marilla Cuthbert.

Ela já não vive mais mergulhada apenas em sua imaginação e romances, Anne passou a ter grandes responsabilidades com seus alunos, se tornou uma cidadã ativa na comunidade, criando a Sociedade de Melhorias de Avonlea junto a Gilbert, Diana e outros jovens, e como se não bastasse, ainda auxilia na criação dos gêmeos Davy e Dora.

Mas em meio à tudo isso, Anne ainda tem o dilema de seguir ou não seu grande sonho de ir para universidade. Será que ela deve deixar seus novos amigos, alunos e principalmente, Marilla para ir para Redmond College? E junto à isso, será que existe espaço para Gilbert Blythe em seu coração?

Bom, isso só lendo e seguindo os passos da senhorita Shirley para saber.

Minha Opinião

Anne de Avonlea me surpreendeu pois, eu esperava a trajetória de Anne na universidade, já que, ela ganhou uma bolsa estudantil no primeiro livro e Green Gables havia ficado com o peso da morte de Matthew, porém tudo acontece ao contrário do esperado até mesmo para muitos personagens que tinham a expectativa da ida dela para Redmond College.

No decorrer da obra muitos acontecimentos na vida dela superam o que ela tinha planejado, até mesmo um casamento esperado há 25 Anne consegue finalmente promover e chegou a convencer Marilla a adotar um casal de gêmeos órfãos, coisas que mudaram a vida de pessoas que ela mal conhecia e que, provavelmente, nunca teriam acontecido caso ela tivesse trilhado um caminho diferente.

Porém, mesmo deixando seus sonhos de lado em meio aos acontecimentos do dia a dia, ele nunca saiu definitivamente de seu coração e quando ela menos esperava chegou a hora de realizá-lo.

No final do livro o grande ensinamento que fica é que mesmo tendo uma “curva na estrada” a vida te faz chegar ao seu objetivo. Não devemos nos desesperar porque, o caminho não é reto como planejamos, basta viver a jornada e “depois da curva” o que é seu estará te esperando.

E aí pessoal, curtiram o livro do mês? Já leram os livros de Lucy Maud Montegomery? Deixem opiniões e sugestões de livros nos comentários, adoro saber mais de vocês. 😉

Vejam:

[Resenha] Livro: A Pequena Livraria dos Sonhos | Jenny Colgan

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

@elis_cecilia

Espero que tenham gostado. Boa Leitura!

Bjin e até a Próxima! <3

Livros, Resenha

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Neste Dia Internacional da Mulher, decidi fazer um post especialmente ligado à nossa feminilidade, por isso, trago a resenha do livro O Privilégio de Ser Mulher, uma obra de Alice Von Hildebrand, que tem tudo a ver com esta data especial.

O Privilégio de Ser Mulher, é um livro cristão que em poucas páginas fala sobre a divindade da feminilidade, feminismo e algumas de suas distorções que podem nos fazer acreditar na inferioridade do ser feminino e na superioridade do ser masculino.

Alice Von Hildebrand esclarece temas como sentimentos, fragilidade da mulher, aborto e virgindade de forma profunda, deixando bem claro que ser mulher significa privilégio e que somos peças-chave na criação divina.

Conheci O Privilégio de Ser Mulher no perfil da @danibritocarvalho no Instagram onde ela fala sobre feminilidade e dá conselhos às mulheres.

Ele é um livro com apenas 122 páginas, porém traz um conteúdo profundo que nos faz sentir quão bom é termos nascido mulheres.

As menções que Alice faz ao feminismo nos mostra que a exaltação do masculino não nos faz evoluir, mas sim, prejudica a nós mulheres e beneficia aos homens. Tudo que é explicado no livro sobre sexo, maternidade e a missão sobrenatural feminina, leva a reflexão sobre o que nos permitimos fazer ou não com nosso corpo.

No decorrer da obra é possível perceber quanto o cristianismo exalta a mulher, tornando-a peça-chave com a Virgem Maria, nos mostrando como mesmo com nossas fragilidades nós mulheres temos papel essencial na criação das grandes obras divinas.

Mesmo sendo um livro curto, O Privilégio de Ser Mulher não deve ser uma leitura super rápida, é uma obra que necessita de reflexão em cada capítulo, para assim, levar ao real aprendizado.

Recomendo para todas as mulheres, principalmente para as jovens (como eu), que recebem informações diversas que muitas vezes levam a desvalorização de quem somos.

Vou deixar alguns trechos do livro aqui para vocês ficarem com vontade de ler mais. 😉

O fato de que o corpo de Eva foi formado a partir da costela de Adão também poderia ser facilmente interpretado como sinal de uma especial dignidade, de preciosidade: pois se perfazer a partir do corpo de um ser humano (feito à imagem e semelhança de Deus) é definitivamente mais nobre do que ser formado da poeira da terra.

…duvido que algum dia tenham sido torturadas mais do que são agora pelo absurdo propósito da modernidade de torná-las a um só tempo imperatrizes do lar e funcionárias competentes.

Ora, ao desejarem se tornar como os homens, as feministas inconscientemente admitem a superioridade do sexo masculino.

Embora possamos pecar sem a ajuda de ninguém, não somos capazes de fazer o bem sem a graça de Deus, motivo pelo qual devemos rezar humildemente. E isso é algo que muitos deixam de fazer.

Vejam também:

[Resenha] Livro: A Dama, seu Amado e seu Senhor | T. D. Jakes

#Top 3 Livros Inspiradores

@elis_cecilia

E aí meninas, gostaram da dica de leitura? Já leram este livro ou algum do gênero? Me contém tudo nos comentários, vou adorar saber a opinião de cada uma.

Espero que tenham gostado do post. Feliz Dia Internacional das Mulheres!

Bjin e até a Próxima! <3

Livros, Resenha

[Resenha] Livro: A Dama, seu Amado e seu Senhor | T. D. Jakes

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Neste dia dos namorados aqui o assunto é literário! Vou falar para vocês sobre um livro incrível que tem tudo a ver com esta data, A Dama, seu Amado e seu Senhor.

Esta é uma obra cristã que fala sobre as três dimensões do amor feminino. O autor, T. D. Jakes, é fundador e pastor da Potter’s Field Church de Dallas, EUA e é autor de diversos best-sellers.

A Dama, seu Amado e seu Senhor, é direcionado para mulheres, especialmente, aquelas que buscam respostas para questões, como: “como conhecer o segredo de uma vida bem-sucedida?”, “como melhorar o relacionamento com o homem a quem ama?” e “como estabelecer uma comunhão maior com o Senhor?”.

Ele é dividido em três partes, a primeira é “A Dama“, que fala sobre o relacionamento da mulher consigo mesma. Trata das questões femininas e sobre como se tornar uma mulher virtuosa, sendo uma pessoa melhor para si, para Deus e para todos que a cercam.

A segunda parte é “Seu Amado“, esta parte se refere ao amor da mulher para com seu parceiro, esclarece algumas dúvidas femininas quanto ao mundo masculino, conta sobre o relacionamento do ponto de vista do homem e ensina a equilibrar as coisas dentro da relação.

A terceira, e ultima parte, é “Seu Senhor” que fala sobre o mais importante relacionamento feminino, que é entre ela e Deus. O autor explica, de forma leve, tudo que a mulher precisa saber para ter um relacionamento intenso com Deus, fazendo Dele o seu Senhor, o centro de sua vida.

É um livro que fala profundamente sobre o amor e como ele pode mudar a vida da mulher.

** você pode encontrar exemplares deste livro tanto na versão mais nova, quanto na mais antiga.

Eu conheci este livro “por acaso”, através do perfil da @nicolefreya_ no Instagram, onde ela fala sobre feminilidade, fiquei super curiosa para ler e busquei a versão em PDF (você pode comprar a versão física também). Comecei a leitura e me apaixonei (indiquei para as minhas amigas antes mesmo de terminar haha…), achei extraordinário porque, ele fala sobre muitas questões femininas que estão “na nossa cara” e que não conseguimos enxergar que são as raízes de questões maiores que certas vezes nos paralisam, faz repensar o comportamento feminino dentro da sociedade e nos dá soluções para nos sentirmos ainda melhores como mulheres.

É incrível como senti minha mente “se abrir” a cada capítulo, um sentimento de que, verdadeiramente, é algo que eu precisava ter lido antes porque, traz um aprendizado para vida, sabe?!

T. D. Jakes, adicionou trechos bíblicos no decorrer de todo livro e, assim, fica mais fácil de entender de onde saíram todas as “lições” passadas por ele. Esta é uma obra para ser lida com calma, realmente, absorvendo cada reflexão e ensinamento.

Indico para todas, independente das que estão em em um relacionamento ou não, porque, aprender nunca é demais, né?! Vou deixar alguns trechos aqui para vocês ficarem com aquele gostinho de quero mais 😉

A mulher excelente não é um brinquedo com que os homens brincam; é o frágil vaso de cristal que todos contemplamos e admiramos.

Em meio a cada crise, ela é avaliada, e seu valor aumenta. A cada teste e prova, ela aprecia e é apreciada. A maior apreciação que a torna inteira, porém, deve vir do seu íntimo, não dos que a rodeiam. Ela deve saber que é uma mulher de excelência. Não de arrogância, mas de excelência. Este é o espírito da mulher virtuosa.

Tem como adorno diamantes nos olhos e rubis no sorriso. É a pedra jaspe do dia e o rico ônix da noite.

Se você esteve procurando toda a sua vida por algo fugidio, se procurou diligentemente o sucesso e todos os seus muitos adornos, mas continua sentindo uma dor íntima que a faz lembrar de que alguma coisa está faltando, eu gostaria de recomendar o único saciador da sede que pode satisfazer o anseio da alma humana. Seu nome é Jesus. Seus braços estão estendidos. Sua voz é calma. Sua sabedoria é sólida. Seu conselho é seguro. Ele irá abraçá-la a noite inteira.

A mulher que conhece o amor de Deus não fica desesperada pelo amor dos homens, porque nos braços dele já encontrou aquilo por que sua alma anseia.

Vejam também:

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha

@elis_cecilia

E aí meninas, vocês gostam desse tipo de livro? Já conheciam A Dama, seu Amado e seu Senhor? Me contem nos comentários, adoro saber a opinião de vocês. 😉

Espero que tenham gostado do post de hoje. Feliz Dia dos Namorados <3

Bjin e até a Próxima! <3