Resenha

[Resenha] Livro: Anne da Ilha | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje é dia de resenha do livro do mês e a obra escolhida para maio foi Anne da Ilha.

Anne da Ilha é o terceiro livro da coleção da autora Lucy Maud Montgomery que deu origem à série Anne with an E da Netflix.

Nesta terceira obra, a antes tão pequena e fantasiosa Anne Shirley, é agora uma jovem madura e decidida que sabe o que quer e vai em busca do seu grande sonho, que é ingressar na universidade Redmond College, mesmo sabendo que para isso terá que deixar o lugar e as pessoas que tanto ama. No entanto, sendo a moça uma eterna otimista de imaginação fértil, ela trata logo de ver o lado bom de estar morando com a amiga Priscilla Grant do outro lado da Ilha, em Kingsport.

Contudo, apesar dela estar vivendo este ciclo cheio de descobertas e amadurecimento, para Anne as coisas não estavam sendo tão alegres quanto já foram um dia porque, mesmo sendo otimista não é fácil encarar a morte de amigas tão queridas e diante de tudo isso também se apresentam os questionamentos do início de sua vida adulta.

Então agora como Anne vai lidar com tudo? E como ficam os sentimentos de Gilbert Blythe que espera ser correspondido e viver uma história de amor com ela?

São perguntas difíceis para a srta. Shirley responder, mas com certeza, encontraremos a resposta para tudo nas próximas páginas desta história.

Minha Opinião

Anne da Ilha é mais uma parcela encantadora da história de Anne Shirley, é lamentável que a série tenha sido cancelada e não possamos ver esta parte da obra na tela.

Toda a trajetória de Anne fora de Avonlea e longe da família é inspiradora. Ela cresce emocionalmente, contudo não deixa de ver a vida com os olhos de quem sonha, mesmo quando perde duas pessoas que ama em um curto espaço de tempo. Anne também se descobre mais forte quando todos estavam contra sua ida para universidade, mas ela uni toda coragem e vai rumo ao desconhecido. Faz tudo mesmo com medo, sempre enxergando o melhor lá na frente.

Por fim, Anne da Ilha é tão bom quanto os dois primeiros, sem dúvida eu recomendo e já estou ansiosa pelos próximos livros.

Se não viram ainda as resenhas dos dois livros anteriores corram pra ver Anne de Green Gables e Anne de Avonlea. 😉

E aí pessoal, já começaram a ler Anne? Me contem aqui nos comentários onde vocês conheceram esta obra.

Vejam também:

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

[Resenha] Livro: Aventura em Bagdá | Agatha Christie

@elis_cecilia

Espero que tenham gostado!

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Neste Dia Internacional da Mulher, decidi fazer um post especialmente ligado à nossa feminilidade, por isso, trago a resenha do livro O Privilégio de Ser Mulher, uma obra de Alice Von Hildebrand, que tem tudo a ver com esta data especial.

O Privilégio de Ser Mulher, é um livro cristão que em poucas páginas fala sobre a divindade da feminilidade, feminismo e algumas de suas distorções que podem nos fazer acreditar na inferioridade do ser feminino e na superioridade do ser masculino.

Alice Von Hildebrand esclarece temas como sentimentos, fragilidade da mulher, aborto e virgindade de forma profunda, deixando bem claro que ser mulher significa privilégio e que somos peças-chave na criação divina.

Conheci O Privilégio de Ser Mulher no perfil da @danibritocarvalho no Instagram onde ela fala sobre feminilidade e dá conselhos às mulheres.

Ele é um livro com apenas 122 páginas, porém traz um conteúdo profundo que nos faz sentir quão bom é termos nascido mulheres.

As menções que Alice faz ao feminismo nos mostra que a exaltação do masculino não nos faz evoluir, mas sim, prejudica a nós mulheres e beneficia aos homens. Tudo que é explicado no livro sobre sexo, maternidade e a missão sobrenatural feminina, leva a reflexão sobre o que nos permitimos fazer ou não com nosso corpo.

No decorrer da obra é possível perceber quanto o cristianismo exalta a mulher, tornando-a peça-chave com a Virgem Maria, nos mostrando como mesmo com nossas fragilidades nós mulheres temos papel essencial na criação das grandes obras divinas.

Mesmo sendo um livro curto, O Privilégio de Ser Mulher não deve ser uma leitura super rápida, é uma obra que necessita de reflexão em cada capítulo, para assim, levar ao real aprendizado.

Recomendo para todas as mulheres, principalmente para as jovens (como eu), que recebem informações diversas que muitas vezes levam a desvalorização de quem somos.

Vou deixar alguns trechos do livro aqui para vocês ficarem com vontade de ler mais. 😉

O fato de que o corpo de Eva foi formado a partir da costela de Adão também poderia ser facilmente interpretado como sinal de uma especial dignidade, de preciosidade: pois se perfazer a partir do corpo de um ser humano (feito à imagem e semelhança de Deus) é definitivamente mais nobre do que ser formado da poeira da terra.

…duvido que algum dia tenham sido torturadas mais do que são agora pelo absurdo propósito da modernidade de torná-las a um só tempo imperatrizes do lar e funcionárias competentes.

Ora, ao desejarem se tornar como os homens, as feministas inconscientemente admitem a superioridade do sexo masculino.

Embora possamos pecar sem a ajuda de ninguém, não somos capazes de fazer o bem sem a graça de Deus, motivo pelo qual devemos rezar humildemente. E isso é algo que muitos deixam de fazer.

Vejam também:

[Resenha] Livro: A Dama, seu Amado e seu Senhor | T. D. Jakes

#Top 3 Livros Inspiradores

@elis_cecilia

E aí meninas, gostaram da dica de leitura? Já leram este livro ou algum do gênero? Me contém tudo nos comentários, vou adorar saber a opinião de cada uma.

Espero que tenham gostado do post. Feliz Dia Internacional das Mulheres!

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha

[Resenha] Livro: Anne de Green Gables | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Chegou a última sexta-feira do mês e como prometido, hoje é dia de resenha literária.

Neste post eu trago o livro Anne de Green Gables da escritora Lucy Maud Montgomery. Esta é uma obra canadense bem famosa e que deu origem até mesmo à uma série, Anne with an E, produzida pela Netflix.

Anne de Green Gables conta a história de Anne Shirley, uma garotinha de 11 anos, órfã desde os 3 meses de vida e que vivia como empregada na casa de seus “cuidadores”, até que foi parar em um orfanato.

No entanto, por sorte ou destino, após 4 meses no orfanato, ela foi levada por engano para ser adotada por um casal de irmãos, Marilla e Matthew.

Os irmãos Cuthbert moravam em Green Gables, uma fazenda em Avonlea e eles queriam adotar um menino para que pudesse ajudar nas tarefas, mas quando chegou o dia de receber a criança descobriram que houve um erro de comunicação e lhes mandaram uma menina.

A pequena Anne era magra com cabelos ruivos, olhos grandes e sardas, o que para as pessoas daquele lugar era considerado “ser estranha”. Ela tinha baixa autoestima por conta de sua aparência, mas sua imaginação e inteligência eram acima da média.

A garota se encantou com Avonlea e suas flores, matas, lagos e com a nova amizade que fez, já que, até aquele momento só tivera amigas imaginárias. Ela via naquilo tudo um grandioso recomeço e com o carinho que cultivou dia a dia no coração de muitos à sua volta, sua felicidade ficou completa e finalmente ela sentia que tinha um lugar para chamar de seu.

E o que começou como um engano, passou a ser uma grande aventura para aquela garota cheia de imaginação e curiosidade, mudando não só a vida de Anne, mas também, a vida dos solitários Marilla e Matthew de Green Gables.

Minha Opinião

Conheci os livros da Anne através da série na Netflix, assisti as 3 temporadas e pensei “se a série é tão boa, os livros devem ser maravilhosos”, então comecei a leitura e me encantei.

É uma leitura leve, que te faz rir e refletir. A Anne é uma criança sofrida, mas ela sempre busca ver o lado bom de cada situação, tem uma imaginação encantada e romântica, e esta sempre em busca de novas aventuras. Quem foi uma criança curiosa e falante (como eu) vai se identificar bastante.

O texto tem algumas palavras mais “complicadas”, porém não é nada que impeça o entendimento, principalmente, se você já tem o hábito da leitura.

Acredito que seja um ótimo livro para os pais lerem com os filhos entre uns 9 e 12 anos porque, é uma obra que fala sobre família, empatia, imaginação e a vida de uma criança até as decisões da adolescência.

Recomendo muito esta leitura! E se você está precisando de algo para te fazer ver o mundo com outros olhos, também vai ler e aprovar.

Vejam:

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

[Resenha] Livro: A Pulseira de Cleópatra | J. W. Rochester

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

@elis_cecilia

E aí pessoal, gostaram do livro deste mês? Também conheceram a história da Anne através da série da Netflix? Me contem tudo nos comentários, vou adorar saber a opinião e sugestões de vocês para os próximos livros. 😉

Bjin e até a Próxima! <3

Sem categoria

#Top 3 Livros Inspiradores

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje vim falar sobre três livros que me inspiraram a ver as coisas na vida com outra perspectiva, histórias incríveis, que acredito que vai inspirar vocês também.

1° A Cabana

A Cabana, conta a história de Will, um homem que deixou de acreditar em Deus logo após perder sua filha caçula em uma viagem de família. Ele passou anos inconsolado com a tragédia, até que recebeu um bilhete em sua casa o convidando para voltar ao local em que sua filha foi encontrada morta. Ao chegar à Cabana, Will que já não acreditava mais em nada, tem um encontro especial com Deus.

O mais incrível deste livro é o quanto ele te aproxima de Deus, explica que mesmo nos momentos mais terríveis que passamos na vida há um propósito maior e o quanto te inspira a buscar a proximidade com o Espírito Santo.

livro-a-cabana-de-william-p-young-D_NQ_NP_16292-MLB20117060245_062014-F

2° Comer, Rezar e Amar

Elizabeth Gilbert, é uma mulher na casa dos 30 anos, que já viveu altos e baixos mas, decidiu deixar casamento, emprego e alguns planos de lado, para ir em busca de encontrar a si mesma. Seu objetivo passou a ser viajar para três países: Itália, Indonésia e Índia, para reencontrar os prazeres, a arte da devoção, equilíbrio e o amor próprio.

Está história é apaixonante e inspiradora, nos leva a pensar sobre o sentido dos nossos objetivos, fala sobre a importância de assumirmos a responsabilidade pelo nosso próprio contentamento.

É um livro especial para se ler naqueles momentos em que sua vida parece estar sem norte. Super recomendo, este é um dos meus livros favoritos. ❤

comer-rezar-amar

3° O Vendedor de Sonhos

Este é um livro de Augusto Cury, que conta a surpreendente história de um sábio em meio a caminhantes sem destino. Um homem que perdeu a família em um acidente, deixou sua fortuna para trás e foi morar na rua.

O objetivo dele é libertar a mente das pessoas da futilidade e mostrar que o que realmente importa está dentro de cada um de nós e não na aparência, status e riqueza.

É incrível como este livro nos leva a repensar os nossos atos, a nossa busca por bens materiais e as vezes que deixamos de perceber que as coisas mais simples da vida, são as que realmente fazem a diferença.

pru1zlinb9z5xf29qikf

E aí pessoal, já leram algum destes livros?

Tem um livro especial que também inspirou vocês?

Me contem nos comentários, vou adorar saber sobre mais livros inspiradores 😍😍

Me sigam também no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo ❤❤

Bjin e até a Próxima! ❤😚

Sem categoria

[Resenha] Livro: Origem | Dan Brown

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje o post é literário, vim falar para vocês sobre o livro, Origem do autor Dan Brown.

A história se passa na Espanha e conta o feito do futurólogo Edmund Kirsh, um ateu que buscava, com seus conhecimentos científicos, mostrar para todo o mundo que Deus não foi e não é responsável pela nossa existência, muito menos pelo nosso futuro aqui na terra.

Edmund foi estudante em Harvard, onde teve aulas de simbologia com Robert Langdon. O professor admirava a inteligência do rapaz e as questões que levantava em sala de aula, isso fez com que ficassem muito amigos.

Kirsch se tornou um grande homem da ciência web adquiriu seguidores ao redor do planeta, se mudou dos EUA para Espanha, onde também, era a terra natal de sua falecida mãe. Lá foi onde ele durante anos, se empenhou e alcançou seu objetivo, desvendar o mistério da evolução e o destino da humanidade.

Ele organizou um evento majestoso no Museu de Bilbao – ES, onde Ambra Vidal, noiva do príncipe espanhol e sua amiga, era diretora. Preparou algo para ficar na história, convidou inúmeras celebridades, a imprensa do mundo todo, e claro, Robert Langdon.

A apresentação da sua descoberta tinha tudo para ser um sucesso, porém, Kirsch estava mexendo com a religião das pessoas e isso não sairia “barato” para ele. Então, durante sua apresentação em frente a todas as pessoas e a impressa, Edmund Kirsh foi assassinado.

Em meio a toda confusão Robert Langdon e Ambra Vidal decidiram fazer valer os anos de esforço do amigo, e foram em busca de todas informações para poderem assim, expor para o mundo a descoberta de descoberta de Edmund Kirsh.

Daí em diante, começam a aparecer enigmas e pessoas misteriosas, supostamente, envolvidas nas mortes motivadas pela descoberta de Kirsch, e o dever de Langdon e Ambra se torna mais perigoso do que imaginavam.

***

Eu amei o livro, realmente é uma leitura viciante. A forma como o autor detalha os monumentos espanhóis como, a Casa de Milà e a catedral da Sagrada Família, é como se estivéssemos vendo pessoalmente, o jeito como a história vai se desenrolando é incrível e envolve o leitor, uma parte da história é quase uma aula de ciências, só que melhor rs… Super recomendo Origem.

[Resenha] Origem (Dan Brown) - Elis Cecilia Blog

E aí pessoal, gostaram do post de hoje?

Deixem opiniões e sugestões nos comentários, vou amar ler cada um ❤

Me sigam também no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo

Bjin e até a Próxima! ❤