Resenha de Livro

[Resenha] Livro: O Raio Verde | Júlio Verne

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Na última sexta-feira do mês é dia de resenha literária por aqui e para julho a obra escolhida foi O Raio Verde, escrito pelo francês, Júlio Verne.

Este livro é um romance cheio de aventura que conta a história de Helena Campbell, uma jovem orfã, criada pelos tios Sam e Sib Melvill, e muito mimada pelos que a rodeavam.

Tudo começa mudar na vida dos tios e da senhorita Campbell quando os dois senhores decidem que ela precisa se casar e arranjam um pretendente, porém Helena tem uma condição, só decidirá sobre o casamento depois de ver o raio verde. Contudo, há um problema, o raio verde é um fenômeno que só pode ser visto no pôr do sol, no horizonte do mar, com o céu limpo de nuvens e deve se observar o último raio de sol.

Sendo assim, os senhores Melvill decidem ceder ao pedido da sobrinha, daí em diante começa a grande aventura embalada com belas descobertas astronômicas e amorosas.

Minha Opinião

Este é o primeiro livro de Júlio Verne que eu li e gostei bastante. Amo romance e aventura, e O Raio Verde é o combo perfeito.

Como esta versão é um pouco antiga a linguagem é mais formal, mas foi interessante porque, é bom sair da zona de conforto de sempre ler obras com escrita simples. Porém, pode ser que as edições vendidas atualmente tenham uma linguagem mais informal.

O Raio Verde traz uma leitura com muitos detalhes e descobertas a cada capítulo, uma viagem do lado de lá e de cá, até eu fiquei com vontade de ver o fenômeno no pôr do sol haha…

Se estiver a fim de um livro que te leve para bem longe da sua rotina e te deixe sonhando com uma aventura, eu indico com 5 estrelas O Raio Verde.

Versão à venda atualmente.

Vejam também:

[Resenha] Livro: Aventura em Bagdá | Agatha Christie

[Resenha] Livro: Anne de Green Gables | Lucy M. Montgomery

[Resenha] Livro: O Mistério do 5 Estrelas | Marcos Rey

@elis_cecilia

E aí pessoal, quem já leu esta obra de Júlio Verne? Gostam dessa mistura de romance e aventura? Me contem tudo nos comentários e deixem sugestões para as próximas resenhas.

Espero que o post tenha te inspirado a começar uma nova leitura. 😉

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha de Livro

[Resenha] Livro: Anne de Windy Poplars | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Como fiquei devendo o livro de junho, neste mês teremos duas resenhas literárias e a primeira delas será com a obra Anne de Windy Poplars.

Para quem não viu ainda as resenhas dos livros anteriores da coleção é só visitar os posts aqui no blog:

Anne de Green Gables

Anne de Avonlea

Anne da Ilha

Anne de Windy Poplars é o 4° livro da coleção Anne, da autora canadense Lucy Maud Montgomery, que deu origem à série da Netflix, Anne with an E.

Na continuação da empolgante história de Anne Shirley, ela sai da sua fase universitária para se tornar diretora da escola de Ensino Médio da cidade de Summerside. Gilbert está a três anos de concluir o curso de medicina em Kingsport e com a distância o casal se comunica apenas através de longas cartas.

Como se não bastasse estar em uma cidade nova e longe dos seus, Anne tem um grande obstáculo para superar, os Pringles, a tradicional família de Summerside, que não a quer no alto cargo da escola.

Em contrapartida, a senhorita Shirley, consegue uma vaga para morar em Windy Poplars, casa das irmãs viúvas Kate e Chatty, junto com a sincera governanta Rebecca Dew e o mimado gato Dusty Miller.

Ali na casa da Rua dos fantasmas, Anne passa três anos, como sempre, fazendo amizades, ajudando pessoas e claro, amadurecendo e aprendendo lições para levar pela vida.

Minha Opinião

Eu estou adorando ler os livros de Anne, são muito envolventes e quando penso que não dá pra ser melhor vem Windy Poplars.

Este para mim foi o melhor até agora e acredito que eu tenha me identificado mais com este porque, neste 4° livro Anne está na casa dos 20 e poucos, sonha e continua otimista, mas já não vive no mundo de fantasias, como nos dois primeiros livros. E o que me fez gostar mais de Windy Poplars do que da Ilha, foram as situações cômicas, os diversos capítulos em forma de carta e o fato de não haver mais aquela enrolação entre Anne e Gilbert.

É uma leitura relaxante, fluída e com uma descrição detalhada que te leva direto para Windy Poplars – Rua do Fantasma – Summerside – Ilha do Príncipe Edward. Sem dúvidas eu recomendo e já estou entusiasmada para começar o 5° livro.

Vejam também:

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

[Resenha] Livro: A Pequena Livraria dos Sonhos | Jenny Colgan

@elis_cecilia

E aí, já começaram a ler Anne ou ficaram só na série mesmo? Quais livros estão lendo no momento? Me contem tudo nos comentários, adoro saber mais de vocês.

Espero que o post tenha inspirado cada um a começar uma leitura nova. 😉

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha

[Resenha] Livro: Anne de Avonlea | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Chegamos à ultima sexta-feira de março, sendo assim, o post de hoje é literário com resenha do livro do mês, Anne de Avonlea.

Anne de Avonlea é o segundo livro de Lucy Maud Montgomery contando a história da sonhadora Anne Shirley.

No primeiro livro, Anne de Green Gables (que já tem resenha aqui no blog), a pequena era apenas uma novata considerada peculiar e também, muito insegura com sua aparência por conta de suas sardas e cabelos ruivos.

No entanto, em Anne de Avonlea, a agora chamada senhorita Shirley, é uma graciosa moça com 16 anos, professora amada pelas crianças do vilarejo e braço direto de Marilla Cuthbert.

Ela já não vive mais mergulhada apenas em sua imaginação e romances, Anne passou a ter grandes responsabilidades com seus alunos, se tornou uma cidadã ativa na comunidade, criando a Sociedade de Melhorias de Avonlea junto a Gilbert, Diana e outros jovens, e como se não bastasse, ainda auxilia na criação dos gêmeos Davy e Dora.

Mas em meio à tudo isso, Anne ainda tem o dilema de seguir ou não seu grande sonho de ir para universidade. Será que ela deve deixar seus novos amigos, alunos e principalmente, Marilla para ir para Redmond College? E junto à isso, será que existe espaço para Gilbert Blythe em seu coração?

Bom, isso só lendo e seguindo os passos da senhorita Shirley para saber.

Minha Opinião

Anne de Avonlea me surpreendeu pois, eu esperava a trajetória de Anne na universidade, já que, ela ganhou uma bolsa estudantil no primeiro livro e Green Gables havia ficado com o peso da morte de Matthew, porém tudo acontece ao contrário do esperado até mesmo para muitos personagens que tinham a expectativa da ida dela para Redmond College.

No decorrer da obra muitos acontecimentos na vida dela superam o que ela tinha planejado, até mesmo um casamento esperado há 25 Anne consegue finalmente promover e chegou a convencer Marilla a adotar um casal de gêmeos órfãos, coisas que mudaram a vida de pessoas que ela mal conhecia e que, provavelmente, nunca teriam acontecido caso ela tivesse trilhado um caminho diferente.

Porém, mesmo deixando seus sonhos de lado em meio aos acontecimentos do dia a dia, ele nunca saiu definitivamente de seu coração e quando ela menos esperava chegou a hora de realizá-lo.

No final do livro o grande ensinamento que fica é que mesmo tendo uma “curva na estrada” a vida te faz chegar ao seu objetivo. Não devemos nos desesperar porque, o caminho não é reto como planejamos, basta viver a jornada e “depois da curva” o que é seu estará te esperando.

E aí pessoal, curtiram o livro do mês? Já leram os livros de Lucy Maud Montegomery? Deixem opiniões e sugestões de livros nos comentários, adoro saber mais de vocês. 😉

Vejam:

[Resenha] Livro: A Pequena Livraria dos Sonhos | Jenny Colgan

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

@elis_cecilia

Espero que tenham gostado. Boa Leitura!

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha

[Resenha] Livro: Anne de Green Gables | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Chegou a última sexta-feira do mês e como prometido, hoje é dia de resenha literária.

Neste post eu trago o livro Anne de Green Gables da escritora Lucy Maud Montgomery. Esta é uma obra canadense bem famosa e que deu origem até mesmo à uma série, Anne with an E, produzida pela Netflix.

Anne de Green Gables conta a história de Anne Shirley, uma garotinha de 11 anos, órfã desde os 3 meses de vida e que vivia como empregada na casa de seus “cuidadores”, até que foi parar em um orfanato.

No entanto, por sorte ou destino, após 4 meses no orfanato, ela foi levada por engano para ser adotada por um casal de irmãos, Marilla e Matthew.

Os irmãos Cuthbert moravam em Green Gables, uma fazenda em Avonlea e eles queriam adotar um menino para que pudesse ajudar nas tarefas, mas quando chegou o dia de receber a criança descobriram que houve um erro de comunicação e lhes mandaram uma menina.

A pequena Anne era magra com cabelos ruivos, olhos grandes e sardas, o que para as pessoas daquele lugar era considerado “ser estranha”. Ela tinha baixa autoestima por conta de sua aparência, mas sua imaginação e inteligência eram acima da média.

A garota se encantou com Avonlea e suas flores, matas, lagos e com a nova amizade que fez, já que, até aquele momento só tivera amigas imaginárias. Ela via naquilo tudo um grandioso recomeço e com o carinho que cultivou dia a dia no coração de muitos à sua volta, sua felicidade ficou completa e finalmente ela sentia que tinha um lugar para chamar de seu.

E o que começou como um engano, passou a ser uma grande aventura para aquela garota cheia de imaginação e curiosidade, mudando não só a vida de Anne, mas também, a vida dos solitários Marilla e Matthew de Green Gables.

Minha Opinião

Conheci os livros da Anne através da série na Netflix, assisti as 3 temporadas e pensei “se a série é tão boa, os livros devem ser maravilhosos”, então comecei a leitura e me encantei.

É uma leitura leve, que te faz rir e refletir. A Anne é uma criança sofrida, mas ela sempre busca ver o lado bom de cada situação, tem uma imaginação encantada e romântica, e esta sempre em busca de novas aventuras. Quem foi uma criança curiosa e falante (como eu) vai se identificar bastante.

O texto tem algumas palavras mais “complicadas”, porém não é nada que impeça o entendimento, principalmente, se você já tem o hábito da leitura.

Acredito que seja um ótimo livro para os pais lerem com os filhos entre uns 9 e 12 anos porque, é uma obra que fala sobre família, empatia, imaginação e a vida de uma criança até as decisões da adolescência.

Recomendo muito esta leitura! E se você está precisando de algo para te fazer ver o mundo com outros olhos, também vai ler e aprovar.

Vejam:

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

[Resenha] Livro: A Pulseira de Cleópatra | J. W. Rochester

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

@elis_cecilia

E aí pessoal, gostaram do livro deste mês? Também conheceram a história da Anne através da série da Netflix? Me contem tudo nos comentários, vou adorar saber a opinião e sugestões de vocês para os próximos livros. 😉

Bjin e até a Próxima! <3

Resenha

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

O post de hoje é literário e super romântico com a resenha do livro de Carrie Elks, Um Verão na Itália.

Este é o primeiro da série As irmãs Shakespeare, que a cada livro conta a história de uma das quatro irmãs inglesas: Juliet, Lucy, Cesca e kitty.

Um Verão na Itália conta a história da terceira irmã, Cesca Shakespeare, que aos 24 anos se encontra no fundo do poço, sem trabalho fixo, sem casa e sem nenhuma perspectiva de futuro, contando somente com o apoio da família, mas ainda assim, escondendo de todos a sua real situação.

Cesca trabalhava em um café para os amantes de gatos e apesar de não ser o seu emprego dos sonhos, ela não podia deixá-lo pois, seu aluguel da semana dependia dele. Ela morava em um apartamento decadente em Londres e dividia as despesas com Susie, uma moça que não era sua amiga nem nada, era apenas sua outra metade do aluguel. No entanto, o que Cesca mais temia aconteceu e ela foi mandada embora do café e neste momento a situação ficou inviável para ela.

Sem grandes coisas em mente ela decidiu visitar seu padrinho, Hugh. Ele vivia bem e tinha bons contatos dentro da área teatral, que era do que Cesca sempre quis realmente fazer parte desde pequena, quando sua falecida mãe era atriz e ela a acompanhava. Ela contou tudo o que havia acontecido ao padrinho e ele então lhe deu uma solução, ir passar o verão na Itália cuidando da vila de uns antigos amigos seus que estavam a procura de alguém de confiança. Cesca não teria grande trabalho, seria como uma zeladora e de quebra ainda teria tempo para voltar a escrever uma peça de teatro, como  não fazia há tempos, por conta de um grande desastre na sua carreira como roteirista 6 anos antes e desde então nunca mais voltou a criar.

Ela pensou muito, porém mesmo relutante aceitou a proposta do padrinho e seguiu viagem. Chegando na Villa Paladino se encantou com a paisagem do lugar, era bem isolado e privativo do jeito que Hugh lhe falou, mas era perfeito para ela se inspirar e voltar a escrever novamente. Estava tudo muito perfeito até Cesca descobrir que os donos da Villa eram simplesmente os pais do seu maior inimigo, Sam Carlton, o responsável pelo seu desastre na carreira teatral e consequentemente, responsável pelo poço em que estava a sua vida. Toda a  felicidade agora desmoronava, mas garantiram a ela que naquele verão ninguém da família apareceria.

Então, em uma noite sozinha Cesca é pega de surpresa por alguém chamando no portão da casa e imaginando ser Foster Carlton, o dono, ela abre o portão e logo dá de cara com quem ela pedia aos céus para não encontrar, Sam Carlton.

Daí em diante tudo vira uma confusão para os dois que são obrigados a conviver 24 horas sob o mesmo teto, porém em meio a conflitos e curtos momentos de paz, Cesca Shakespeare e Sam Carlton começam a se conhecerem melhor e sem querer uma paixão nasce em meio a guerra entre eles.

Mas, será que vão conseguir superar todas as magoas do passado e viver uma nova história ou será que tudo isso vai ser só um amor de verão?

****

Um Verão na Itália é um livro apaixonante, é um romance perfeito para ler sentada em um jardim tomando uma taça de vinho. A autora detalha muito bem os lugares e você consegue imaginar tudo com muita clareza, a personagem principal é a uma moça simples e tem as características de uma mulher comum e isso torna fácil mergulharmos na história e nos identificarmos com ela.

Apesar de parecer um clichê, é uma história muito boa de se ler, nos faz querer saber mais e mais a cada capitulo e a narrativa é bem leve e descontraída fazendo com que a gente leia inúmeras páginas sem perceber.

Recomendo demais, ele é um ótima forma de passar o tempo nestes dias monótonos de quarentena e com certeza, é ótimo para viver alguns dias na Itália mesmo sem estar lá.

Um Verão na Itália de Carrie Elks_Elis Cecilia Blog

Veja:

[Resenha] Livro: Garoto 21| Matthew Quick

[Resenha] Livro: Sublime| Christina Lauren

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

71VQR1WetdL @elis_cecilia

Bjin e até a Próxima! <3

Sem categoria

[Resenha] Livro: Garoto 21 | Matthew Quick

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje vai ser mais um post literário! O livro da vez é Garoto 21 de Matthew Quick, autor do best-seller O Lado Bom da Vida.

Garoto 21 conta a história de dois adolescentes, Finley e Russ, que através da amizade fizeram de uma competição uma história de superação.

Finley McManus, é um rapaz tímido que vive para o basquete e a única pessoa com a qual tem um relacionamento sincero de amizade é com sua namorada, Erin Quinn. A garota também joga basquete no time da escola e é uma das melhores, ela e Finley, treinam pesado todos os dias para a nova temporada de jogos que se inicia com as aulas.

Tudo está indo bem e igual a todos os anos, até que faltando uma semana para começar as aulas, o treinar de Finley, sr. Wilkins, o avisa que um novo aluno chegará a escola e cabe a ele integrar o novato a turma. Este rapaz é Russel Allen, que saiu de Los Angeles para morar com os avós depois que os pais foram assassinados.

Russel era um grande jogador de basquete e mesmo ainda estando no colegial já tinha muitas faculdades de olho em seus talentos. Mas, agora ele vivia em outro mundo, decidiu se chamar Garoto 21 e passou a creditar que era um visitante espacial e que seus pais viriam buscá-lo a qualquer momento, além disso, a sua vontade de jogar havia acabado e a missão de Finley, segundo o treinador, era fazer essa vontade reparecer e fazer com que ele entrasse no time da escola.

Para Finley haviam dois problemas, o primeiro era sua timidez, ele não gostava de conversar muito com ninguém, a não ser com Erin, e o segundo, era que se o Garoto 21 entrasse para a equipe, ele iria perder sua vaga de titular, pois jogavam na mesma posição.

Até aí tudo parece disputa e discórdia, porém, ao contrário do que se espera, eles se tornam amigos de verdade e a amizade deles muda todo o percurso da história, trazendo reviravolta e um grande crescimento para esses dois garotos que tem vidas tão diferentes, mas, ao mesmo tempo, tão semelhantes.

Garoto21, é um livro apaixonante sobre amizade, mudança de vida, amadurecimento e grandes emoções.

***

Eu amei este livro, quando você começa pega o embalo e a história é tão envolvente que se lê por horas e nem percebe. Ele conta sobre Russ e Finley de uma forma que nos faz sentir parte de tudo e no decorrer da história são revelados muitos fatos que são diferenciais para a vida dos dois se tornarem o complemento uma da outra.

No começo confesso que pensei que seria um clichê, no entanto, o desenrolar de tudo é bem inesperado, os dois conseguem realizar seus objetivos, porém, de uma forma bem mais interessante do que o corriqueiro “e essa amizade durou para sempre”.

Recomendo demais este livro, é uma ótima opção para  esses dias tão monótonos de quarentena e apesar de ser sobre adolescentes, é uma história que envolve a todos com lições de vida e crescimento emocional.

Resenha e Dica de livros_Garoto 21_ Matthew Quick - Elis Cecilia Blog

Veja:

[Resenha] Livro: Sublime| Christina Lauren

[Resenha] Livro: Rainha Vermelha

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida

[Resenha] Livro: O Mistério do 5 Estrelas

 

Espero que tenham gostado do post! 😉

71VQR1WetdL @elis_cecilia

Bjin e até a Próxima! <3

 

Sem categoria

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje vim falar sobre  A Rainha Vermelha, um livro que conheci através de amigos e acabei me maravilhando com a história.

Gênero: Ficção

N° de páginas: 419

Autora: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

A história é relatada no ano de 320 da Nova Era, nesta época as pessoas são divididas na sociedade como sangue vermelho (pobres e sem nenhum tipo de dom especial) e sangue prateado (pessoas ricas e com diversos poderes especiais).

O foco do livro é quando os nobres descobrem que uma vermelha, Mare Barrow, também tem poderes, e diferente dos prateados, ela não só controla a eletricidade, como também, a produz. Logo que a realeza percebe que isso será um problema para eles diante de seus súditos, decidem mudar a identidade da garota e casá-la com o príncipe Maven, o filho caçula do rei Tiberias.

Mas, em meio a toda essa confusão envolvendo Mare e os prateados, ainda estava a Guarda Escarlate, grupo de vermelhos que se rebelaram contra o sistema e estavam indo com tudo para destronar o rei a rainha Elara.

Mare se juntou à Guarda e passou a ser uma espiã dentro do palácio, no entanto, se apaixonou pelo príncipe Cal, irmão mais velho de seu futuro marido. Contudo, depois que descobriu este fato Maven usou da paixão de Mare por seu irmão e da união dela com os rebeldes  para levá-la à morte com a ajuda da manipuladora, rainha Elara.

Daí em diante, Mare descobre que no jogo do poder todo mundo pode trair todo mundo e nem a família real passará ilesa.

***

Esta história é uma mistura de romance, guerra e aventura. Quando você pensa que está tudo a favor da Mare vem uma incrível reviravolta e muda quase todo o curso da história. É um livro envolvente que você lê, lê e lê, e nem vê o tempo passar, é como se ele  te fizesse ser parte dos acontecimentos.

Super recomendo e acredito que vocês também vão se apaixonar por Rainha Vermelha!

[Resenha] A Rainha Vermelha - Elis Cecilia Blog

Se vocês já leram ou tem dicas de livros legais, me contem nos comentários vou amar lê-los 😉

Me sigam lá no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo <3

Bjin e até a Próxima! <3

Sem categoria

#Top 3 Livros Inspiradores

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje vim falar sobre três livros que me inspiraram a ver as coisas na vida com outra perspectiva, histórias incríveis, que acredito que vai inspirar vocês também.

1° A Cabana

A Cabana, conta a história de Will, um homem que deixou de acreditar em Deus logo após perder sua filha caçula em uma viagem de família. Ele passou anos inconsolado com a tragédia, até que recebeu um bilhete em sua casa o convidando para voltar ao local em que sua filha foi encontrada morta. Ao chegar à Cabana, Will que já não acreditava mais em nada, tem um encontro especial com Deus.

O mais incrível deste livro é o quanto ele te aproxima de Deus, explica que mesmo nos momentos mais terríveis que passamos na vida há um propósito maior e o quanto te inspira a buscar a proximidade com o Espírito Santo.

livro-a-cabana-de-william-p-young-D_NQ_NP_16292-MLB20117060245_062014-F

2° Comer, Rezar e Amar

Elizabeth Gilbert, é uma mulher na casa dos 30 anos, que já viveu altos e baixos mas, decidiu deixar casamento, emprego e alguns planos de lado, para ir em busca de encontrar a si mesma. Seu objetivo passou a ser viajar para três países: Itália, Indonésia e Índia, para reencontrar os prazeres, a arte da devoção, equilíbrio e o amor próprio.

Está história é apaixonante e inspiradora, nos leva a pensar sobre o sentido dos nossos objetivos, fala sobre a importância de assumirmos a responsabilidade pelo nosso próprio contentamento.

É um livro especial para se ler naqueles momentos em que sua vida parece estar sem norte. Super recomendo, este é um dos meus livros favoritos. ❤

comer-rezar-amar

3° O Vendedor de Sonhos

Este é um livro de Augusto Cury, que conta a surpreendente história de um sábio em meio a caminhantes sem destino. Um homem que perdeu a família em um acidente, deixou sua fortuna para trás e foi morar na rua.

O objetivo dele é libertar a mente das pessoas da futilidade e mostrar que o que realmente importa está dentro de cada um de nós e não na aparência, status e riqueza.

É incrível como este livro nos leva a repensar os nossos atos, a nossa busca por bens materiais e as vezes que deixamos de perceber que as coisas mais simples da vida, são as que realmente fazem a diferença.

pru1zlinb9z5xf29qikf

E aí pessoal, já leram algum destes livros?

Tem um livro especial que também inspirou vocês?

Me contem nos comentários, vou adorar saber sobre mais livros inspiradores 😍😍

Me sigam também no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo ❤❤

Bjin e até a Próxima! ❤😚

Sem categoria

[Resenha] Livro: Origem | Dan Brown

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje o post é literário, vim falar para vocês sobre o livro, Origem do autor Dan Brown.

A história se passa na Espanha e conta o feito do futurólogo Edmund Kirsh, um ateu que buscava, com seus conhecimentos científicos, mostrar para todo o mundo que Deus não foi e não é responsável pela nossa existência, muito menos pelo nosso futuro aqui na terra.

Edmund foi estudante em Harvard, onde teve aulas de simbologia com Robert Langdon. O professor admirava a inteligência do rapaz e as questões que levantava em sala de aula, isso fez com que ficassem muito amigos.

Kirsch se tornou um grande homem da ciência web adquiriu seguidores ao redor do planeta, se mudou dos EUA para Espanha, onde também, era a terra natal de sua falecida mãe. Lá foi onde ele durante anos, se empenhou e alcançou seu objetivo, desvendar o mistério da evolução e o destino da humanidade.

Ele organizou um evento majestoso no Museu de Bilbao – ES, onde Ambra Vidal, noiva do príncipe espanhol e sua amiga, era diretora. Preparou algo para ficar na história, convidou inúmeras celebridades, a imprensa do mundo todo, e claro, Robert Langdon.

A apresentação da sua descoberta tinha tudo para ser um sucesso, porém, Kirsch estava mexendo com a religião das pessoas e isso não sairia “barato” para ele. Então, durante sua apresentação em frente a todas as pessoas e a impressa, Edmund Kirsh foi assassinado.

Em meio a toda confusão Robert Langdon e Ambra Vidal decidiram fazer valer os anos de esforço do amigo, e foram em busca de todas informações para poderem assim, expor para o mundo a descoberta de descoberta de Edmund Kirsh.

Daí em diante, começam a aparecer enigmas e pessoas misteriosas, supostamente, envolvidas nas mortes motivadas pela descoberta de Kirsch, e o dever de Langdon e Ambra se torna mais perigoso do que imaginavam.

***

Eu amei o livro, realmente é uma leitura viciante. A forma como o autor detalha os monumentos espanhóis como, a Casa de Milà e a catedral da Sagrada Família, é como se estivéssemos vendo pessoalmente, o jeito como a história vai se desenrolando é incrível e envolve o leitor, uma parte da história é quase uma aula de ciências, só que melhor rs… Super recomendo Origem.

[Resenha] Origem (Dan Brown) - Elis Cecilia Blog

E aí pessoal, gostaram do post de hoje?

Deixem opiniões e sugestões nos comentários, vou amar ler cada um ❤

Me sigam também no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo

Bjin e até a Próxima! ❤