Livros, Resenha

[Resenha] Livro: Anne de Avonlea | Lucy M. Montgomery

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Chegamos à ultima sexta-feira de março, sendo assim, o post de hoje é literário com resenha do livro do mês, Anne de Avonlea.

Anne de Avonlea é o segundo livro de Lucy Maud Montgomery contando a história da sonhadora Anne Shirley.

No primeiro livro, Anne de Green Gables (que já tem resenha aqui no blog), a pequena era apenas uma novata considerada peculiar e também, muito insegura com sua aparência por conta de suas sardas e cabelos ruivos.

No entanto, em Anne de Avonlea, a agora chamada senhorita Shirley, é uma graciosa moça com 16 anos, professora amada pelas crianças do vilarejo e braço direto de Marilla Cuthbert.

Ela já não vive mais mergulhada apenas em sua imaginação e romances, Anne passou a ter grandes responsabilidades com seus alunos, se tornou uma cidadã ativa na comunidade, criando a Sociedade de Melhorias de Avonlea junto a Gilbert, Diana e outros jovens, e como se não bastasse, ainda auxilia na criação dos gêmeos Davy e Dora.

Mas em meio à tudo isso, Anne ainda tem o dilema de seguir ou não seu grande sonho de ir para universidade. Será que ela deve deixar seus novos amigos, alunos e principalmente, Marilla para ir para Redmond College? E junto à isso, será que existe espaço para Gilbert Blythe em seu coração?

Bom, isso só lendo e seguindo os passos da senhorita Shirley para saber.

Minha Opinião

Anne de Avonlea me surpreendeu pois, eu esperava a trajetória de Anne na universidade, já que, ela ganhou uma bolsa estudantil no primeiro livro e Green Gables havia ficado com o peso da morte de Matthew, porém tudo acontece ao contrário do esperado até mesmo para muitos personagens que tinham a expectativa da ida dela para Redmond College.

No decorrer da obra muitos acontecimentos na vida dela superam o que ela tinha planejado, até mesmo um casamento esperado há 25 Anne consegue finalmente promover e chegou a convencer Marilla a adotar um casal de gêmeos órfãos, coisas que mudaram a vida de pessoas que ela mal conhecia e que, provavelmente, nunca teriam acontecido caso ela tivesse trilhado um caminho diferente.

Porém, mesmo deixando seus sonhos de lado em meio aos acontecimentos do dia a dia, ele nunca saiu definitivamente de seu coração e quando ela menos esperava chegou a hora de realizá-lo.

No final do livro o grande ensinamento que fica é que mesmo tendo uma “curva na estrada” a vida te faz chegar ao seu objetivo. Não devemos nos desesperar porque, o caminho não é reto como planejamos, basta viver a jornada e “depois da curva” o que é seu estará te esperando.

E aí pessoal, curtiram o livro do mês? Já leram os livros de Lucy Maud Montegomery? Deixem opiniões e sugestões de livros nos comentários, adoro saber mais de vocês. 😉

Vejam:

[Resenha] Livro: A Pequena Livraria dos Sonhos | Jenny Colgan

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

[Resenha] Livro: O Privilégio de Ser Mulher | Alice Von Hildebrand

@elis_cecilia

Espero que tenham gostado. Boa Leitura!

Bjin e até a Próxima! <3

Livros, Resenha

[Resenha] Livro: A Pequena Livraria dos Sonhos | Jenny Colgan

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Tem novidade aqui no blog! A partir de agora, na última sexta-feira de cada mês terá resenha do livro do mês, e para começar eu trouxe uma história muito inspiradora, A Pequena Livraria dos Sonhos da autora escocesa Jenny Colgan.

Escolhi este romance para ser a primeira leitura de 2022 porque, fala sobre recomeços e realização de sonhos, coisas que, geralmente, buscamos no ínicio de um novo ano.

A Pequena Livraria dos Sonhos, conta a história de Nina Redmond, uma mulher inglesa de 29 anos, que mora com a amiga Surinder e trabalha na biblioteca pública de Birmingham.

Nina, não é apenas uma bibliotecária comum, ela é apaixonada por livros e tem o “dom especial” de unir as pessoas certas aos livros certos. No entanto, uma notícia desastrosa abalou as estruturas de Nina, a biblioteca iria fechar e ela ficaria desempregada se não conseguisse uma vaga na biblioteca super moderna com experiência multimídia, que seria a substituta no centro da cidade.

Ela não estava a fim, não acreditava muito nesse tipo de ambiente, o seu sonho mesmo era ter sua própria livraria e continuar unindo pessoas à grandes obras, mas não tinha condições, então decidiu participar da seleção para vaga.

Foi então que no meio de um exercício do workshop que fazia parte do processo seletivo, ela expôs seu sonho e foi, surpreendentemente, apoiada e orientada pelo professor a montar uma biblioteca móvel, já que, ela não poderia arcar com aluguel e outras despesas.

Nina acabou encontrando uma van à venda nos classificados e por mais que o vendedor estivesse na Escócia, ela não desistiu, foi atrás e conseguiu comprá-la com o dinheiro da sua rescisão. Daí em diante tudo mudou, abasteceu sua loja com os livros que conseguiu com o fechamento da biblioteca pública e outros que teve oportunidade de adquirir em leilões, se mudou para as Terras Altas na Escócia e recomeçou a vida de uma forma que nunca imaginou.

E não pense que acabou por aí, tem muito romance, com direito a triangulo amoroso, divórcio, encontros em trens noturnos e muito mais.

É uma história maravilhosa que conta com amizade, amor e muitos livros.

Minha Opinião

Eu conheci A Pequena Livraria dos Sonhos pesquisando sobre outra obra da autora, gostei muito da sinopse e decidi comprar.

Simplesmente adorei! É uma história inspiradora, em certos momentos até engraçada e que nos faz repensar o nosso próprio caminho de vida, onde muitas vezes cedemos aos medos e deixamos de seguir nossos sonhos.

Jenny Colgan, escreveu uma história fictícia, mas que, poderia ser facilmente real. Nina é uma mulher que vive acomodada com seu trabalho, sempre na companhia de um livro, morando com a amiga e só decidiu mudar, praticamente à força, quando perdeu tudo. Ela tinha colocado seu sonho de lado e vivia do jeito mais cômodo.

E como na vida real, quando ela seguiu seu sonho não foi fácil, mas no fim a recompensa foi maior do que Nina esperava.

Eu recomendo demais este livro, a leitura flui com facilidade, a escrita da Jenny Colgan é ótima e com certeza, eu já estou pronta para ler outra obra dela.

Veja também:

#Top 3 Livros Inspiradores

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha | Victoria Aveyard

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

Blogueiras Inspiradoras

@elis_cecilia

E aí pessoal, ficaram com vontade de ler a Pequena Livraria dos Sonhos? Já leram algum título de Jenny Colgan?

Deixem opiniões e sugestões de livros nos comentários, adoro saber mais de vocês. 😉

Espero que tenham gostado!

Bjin e até a Próxima! <3

Livros, Resenha

[Resenha] Livro: A Dama, seu Amado e seu Senhor | T. D. Jakes

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Neste dia dos namorados aqui o assunto é literário! Vou falar para vocês sobre um livro incrível que tem tudo a ver com esta data, A Dama, seu Amado e seu Senhor.

Esta é uma obra cristã que fala sobre as três dimensões do amor feminino. O autor, T. D. Jakes, é fundador e pastor da Potter’s Field Church de Dallas, EUA e é autor de diversos best-sellers.

A Dama, seu Amado e seu Senhor, é direcionado para mulheres, especialmente, aquelas que buscam respostas para questões, como: “como conhecer o segredo de uma vida bem-sucedida?”, “como melhorar o relacionamento com o homem a quem ama?” e “como estabelecer uma comunhão maior com o Senhor?”.

Ele é dividido em três partes, a primeira é “A Dama“, que fala sobre o relacionamento da mulher consigo mesma. Trata das questões femininas e sobre como se tornar uma mulher virtuosa, sendo uma pessoa melhor para si, para Deus e para todos que a cercam.

A segunda parte é “Seu Amado“, esta parte se refere ao amor da mulher para com seu parceiro, esclarece algumas dúvidas femininas quanto ao mundo masculino, conta sobre o relacionamento do ponto de vista do homem e ensina a equilibrar as coisas dentro da relação.

A terceira, e ultima parte, é “Seu Senhor” que fala sobre o mais importante relacionamento feminino, que é entre ela e Deus. O autor explica, de forma leve, tudo que a mulher precisa saber para ter um relacionamento intenso com Deus, fazendo Dele o seu Senhor, o centro de sua vida.

É um livro que fala profundamente sobre o amor e como ele pode mudar a vida da mulher.

** você pode encontrar exemplares deste livro tanto na versão mais nova, quanto na mais antiga.

Eu conheci este livro “por acaso”, através do perfil da @nicolefreya_ no Instagram, onde ela fala sobre feminilidade, fiquei super curiosa para ler e busquei a versão em PDF (você pode comprar a versão física também). Comecei a leitura e me apaixonei (indiquei para as minhas amigas antes mesmo de terminar haha…), achei extraordinário porque, ele fala sobre muitas questões femininas que estão “na nossa cara” e que não conseguimos enxergar que são as raízes de questões maiores que certas vezes nos paralisam, faz repensar o comportamento feminino dentro da sociedade e nos dá soluções para nos sentirmos ainda melhores como mulheres.

É incrível como senti minha mente “se abrir” a cada capítulo, um sentimento de que, verdadeiramente, é algo que eu precisava ter lido antes porque, traz um aprendizado para vida, sabe?!

T. D. Jakes, adicionou trechos bíblicos no decorrer de todo livro e, assim, fica mais fácil de entender de onde saíram todas as “lições” passadas por ele. Esta é uma obra para ser lida com calma, realmente, absorvendo cada reflexão e ensinamento.

Indico para todas, independente das que estão em em um relacionamento ou não, porque, aprender nunca é demais, né?! Vou deixar alguns trechos aqui para vocês ficarem com aquele gostinho de quero mais 😉

A mulher excelente não é um brinquedo com que os homens brincam; é o frágil vaso de cristal que todos contemplamos e admiramos.

Em meio a cada crise, ela é avaliada, e seu valor aumenta. A cada teste e prova, ela aprecia e é apreciada. A maior apreciação que a torna inteira, porém, deve vir do seu íntimo, não dos que a rodeiam. Ela deve saber que é uma mulher de excelência. Não de arrogância, mas de excelência. Este é o espírito da mulher virtuosa.

Tem como adorno diamantes nos olhos e rubis no sorriso. É a pedra jaspe do dia e o rico ônix da noite.

Se você esteve procurando toda a sua vida por algo fugidio, se procurou diligentemente o sucesso e todos os seus muitos adornos, mas continua sentindo uma dor íntima que a faz lembrar de que alguma coisa está faltando, eu gostaria de recomendar o único saciador da sede que pode satisfazer o anseio da alma humana. Seu nome é Jesus. Seus braços estão estendidos. Sua voz é calma. Sua sabedoria é sólida. Seu conselho é seguro. Ele irá abraçá-la a noite inteira.

A mulher que conhece o amor de Deus não fica desesperada pelo amor dos homens, porque nos braços dele já encontrou aquilo por que sua alma anseia.

Vejam também:

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

[Resenha] Livro: A Rainha Vermelha

@elis_cecilia

E aí meninas, vocês gostam desse tipo de livro? Já conheciam A Dama, seu Amado e seu Senhor? Me contem nos comentários, adoro saber a opinião de vocês. 😉

Espero que tenham gostado do post de hoje. Feliz Dia dos Namorados <3

Bjin e até a Próxima! <3

Livros, Resenha

[Resenha] Livro: Um Verão na Itália | Carrie Elks

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

O post de hoje é literário e super romântico com a resenha do livro de Carrie Elks, Um Verão na Itália.

Este é o primeiro da série As irmãs Shakespeare, que a cada livro conta a história de uma das quatro irmãs inglesas: Juliet, Lucy, Cesca e kitty.

Um Verão na Itália conta a história da terceira irmã, Cesca Shakespeare, que aos 24 anos se encontra no fundo do poço, sem trabalho fixo, sem casa e sem nenhuma perspectiva de futuro, contando somente com o apoio da família, mas ainda assim, escondendo de todos a sua real situação.

Cesca trabalhava em um café para os amantes de gatos e apesar de não ser o seu emprego dos sonhos, ela não podia deixá-lo pois, seu aluguel da semana dependia dele. Ela morava em um apartamento decadente em Londres e dividia as despesas com Susie, uma moça que não era sua amiga nem nada, era apenas sua outra metade do aluguel. No entanto, o que Cesca mais temia aconteceu e ela foi mandada embora do café e neste momento a situação ficou inviável para ela.

Sem grandes coisas em mente ela decidiu visitar seu padrinho, Hugh. Ele vivia bem e tinha bons contatos dentro da área teatral, que era do que Cesca sempre quis realmente fazer parte desde pequena, quando sua falecida mãe era atriz e ela a acompanhava. Ela contou tudo o que havia acontecido ao padrinho e ele então lhe deu uma solução, ir passar o verão na Itália cuidando da vila de uns antigos amigos seus que estavam a procura de alguém de confiança. Cesca não teria grande trabalho, seria como uma zeladora e de quebra ainda teria tempo para voltar a escrever uma peça de teatro, como  não fazia há tempos, por conta de um grande desastre na sua carreira como roteirista 6 anos antes e desde então nunca mais voltou a criar.

Ela pensou muito, porém mesmo relutante aceitou a proposta do padrinho e seguiu viagem. Chegando na Villa Paladino se encantou com a paisagem do lugar, era bem isolado e privativo do jeito que Hugh lhe falou, mas era perfeito para ela se inspirar e voltar a escrever novamente. Estava tudo muito perfeito até Cesca descobrir que os donos da Villa eram simplesmente os pais do seu maior inimigo, Sam Carlton, o responsável pelo seu desastre na carreira teatral e consequentemente, responsável pelo poço em que estava a sua vida. Toda a  felicidade agora desmoronava, mas garantiram a ela que naquele verão ninguém da família apareceria.

Então, em uma noite sozinha Cesca é pega de surpresa por alguém chamando no portão da casa e imaginando ser Foster Carlton, o dono, ela abre o portão e logo dá de cara com quem ela pedia aos céus para não encontrar, Sam Carlton.

Daí em diante tudo vira uma confusão para os dois que são obrigados a conviver 24 horas sob o mesmo teto, porém em meio a conflitos e curtos momentos de paz, Cesca Shakespeare e Sam Carlton começam a se conhecerem melhor e sem querer uma paixão nasce em meio a guerra entre eles.

Mas, será que vão conseguir superar todas as magoas do passado e viver uma nova história ou será que tudo isso vai ser só um amor de verão?

****

Um Verão na Itália é um livro apaixonante, é um romance perfeito para ler sentada em um jardim tomando uma taça de vinho. A autora detalha muito bem os lugares e você consegue imaginar tudo com muita clareza, a personagem principal é a uma moça simples e tem as características de uma mulher comum e isso torna fácil mergulharmos na história e nos identificarmos com ela.

Apesar de parecer um clichê, é uma história muito boa de se ler, nos faz querer saber mais e mais a cada capitulo e a narrativa é bem leve e descontraída fazendo com que a gente leia inúmeras páginas sem perceber.

Recomendo demais, ele é um ótima forma de passar o tempo nestes dias monótonos de quarentena e com certeza, é ótimo para viver alguns dias na Itália mesmo sem estar lá.

Um Verão na Itália de Carrie Elks_Elis Cecilia Blog

Veja:

[Resenha] Livro: Garoto 21| Matthew Quick

[Resenha] Livro: Sublime| Christina Lauren

[Resenha] Livro: Ela Confiou na Vida | Zíbia Gasparetto

71VQR1WetdL @elis_cecilia

Bjin e até a Próxima! <3

Dica, Livros

[Resenha] Livro: Origem | Dan Brown

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo!

Hoje o post é literário, vim falar para vocês sobre o livro, Origem do autor Dan Brown.

A história se passa na Espanha e conta o feito do futurólogo Edmund Kirsh, um ateu que buscava, com seus conhecimentos científicos, mostrar para todo o mundo que Deus não foi e não é responsável pela nossa existência, muito menos pelo nosso futuro aqui na terra.

Edmund foi estudante em Harvard, onde teve aulas de simbologia com Robert Langdon. O professor admirava a inteligência do rapaz e as questões que levantava em sala de aula, isso fez com que ficassem muito amigos.

Kirsch se tornou um grande homem da ciência web adquiriu seguidores ao redor do planeta, se mudou dos EUA para Espanha, onde também, era a terra natal de sua falecida mãe. Lá foi onde ele durante anos, se empenhou e alcançou seu objetivo, desvendar o mistério da evolução e o destino da humanidade.

Ele organizou um evento majestoso no Museu de Bilbao – ES, onde Ambra Vidal, noiva do príncipe espanhol e sua amiga, era diretora. Preparou algo para ficar na história, convidou inúmeras celebridades, a imprensa do mundo todo, e claro, Robert Langdon.

A apresentação da sua descoberta tinha tudo para ser um sucesso, porém, Kirsch estava mexendo com a religião das pessoas e isso não sairia “barato” para ele. Então, durante sua apresentação em frente a todas as pessoas e a impressa, Edmund Kirsh foi assassinado.

Em meio a toda confusão Robert Langdon e Ambra Vidal decidiram fazer valer os anos de esforço do amigo, e foram em busca de todas informações para poderem assim, expor para o mundo a descoberta de descoberta de Edmund Kirsh.

Daí em diante, começam a aparecer enigmas e pessoas misteriosas, supostamente, envolvidas nas mortes motivadas pela descoberta de Kirsch, e o dever de Langdon e Ambra se torna mais perigoso do que imaginavam.

***

Eu amei o livro, realmente é uma leitura viciante. A forma como o autor detalha os monumentos espanhóis como, a Casa de Milà e a catedral da Sagrada Família, é como se estivéssemos vendo pessoalmente, o jeito como a história vai se desenrolando é incrível e envolve o leitor, uma parte da história é quase uma aula de ciências, só que melhor rs… Super recomendo Origem.

[Resenha] Origem (Dan Brown) - Elis Cecilia Blog

E aí pessoal, gostaram do post de hoje?

Deixem opiniões e sugestões nos comentários, vou amar ler cada um ❤

Me sigam também no Instagram @elis_cecilia para termos um contato mais próximo

Bjin e até a Próxima! ❤